quinta-feira, 11 de junho de 2015

Lula, que amava Dilma, que amava Dirceu, que amava toda a quadrilha e acabou assinando o BO

Uma fonte informa que a chapa está quentíssima para Lula e Dilma. Zé Dirceu disse, e isso é público e notório, que os dois devem botar as barbas de molho, porque o abandonaram quando estourou a bomba do tal Mensalão e ainda deram graças aos céus pelo fato do Barbosa, o ilustre ministro aposentado que presidiu o STF quando do julgamento do caso, ter pegado pesado com ele.

Parece que Dirceu chamou Lula e a presidenta de covardes e alertou que todos, os três, estão no mesmo saco. E tudo indica, efetivamente, que Lula ficou muito feliz de ter se livrado de Dirceu e que não acredita que o ex-parceiro o coloque numa fria.

Presença incômoda
Na prática, Lula não aguentava mais Dirceu. Desde muito cedo, este colou no líder sindicalista para lhe dar a base teórico-política necessária para voos maiores. Dirceu, dizem, é cubano e partidário dos ideias guevaristas, enquanto Lula é estadunidense e idolatra a mentalidade dos “unions”, os sindicatos locais, interesseiros como as elites que dizem combater. Dirceu acreditava que podia usar Lula para implantar o socialismo no Brasil e Lula sabia que Dirceu lhe daria a base de que precisava para ser mais palatável para a esquerda. 

Sim, porque Lula não é de esquerda coisa nenhuma, é apenas um pobretão que conseguiu enriquecer, mantendo a mesma cabeça de pobretão, ou seja, é mais um novo rico, como tantos que batem panela quando ele ou Dilma discursam na TV. O tal negócio da "esquerda" foi só para cimentar o caminho... 

Aí, veio Roberto Jefferson, Barbosa e o STF para separar a dupla dinâmica. Dirceu assinou o BO, Lula, como é o representante da lógica jeca do brasileiro de respeitar o canalha que se dá bem, escapou.

Dilma atravessa Lula
Lula é esperto e, como alguém já disse e eu já repeti, é o maior político brasileiro de todos os tempos, o que não é nada elogioso. Quem atravessa seu caminho acaba percebendo isso e Dilma pode ser a próxima. O fato é que a presidenta deu bem a entender que o responsável por todas as falcatruas na Petrobras, uma autêntica vergonha nacional, é Lula, que chamou a bandidagem para dentro do governo e, pior, do Estado. 

Isso é em parte verdade, pois foi efetivamente a herança que o ex-metalúrgico deixou para a sucessora, que, no entanto, também deve a ele a sua própria ascensão política. Verdade em parte apenas, porque a historinha vem de muito antes, atravessa os governos petistas e tucanos, desce pelo ralo até a ditadura militar que não enriqueceu seus presidentes generais, mas fez a festa dos escalões inferiores.

Lula e Dilma se bicam, mas dizem que não se matam, porque estão emaranhados nos mesmos compromissos. Dilma, porém, que ponha as faces imberbes de molho, pois, se for necessário, Lula a rifará sem dó.

O porquê das coisas
Enquanto isso, o Instituto Lula recebia R$ 3 milhões da Camargo Correia. Tudo legal, diz o Instituto.

Cá entre nós: a questão não é se é legal ou não, é o porquê de uma empreiteira doar R$ 3 milhões para o Instituto Lula.

Segundo matéria do Estadão, a Camargo Corrêa disse que as doações serviram para que Lula palestrasse no exterior... 

Então, vamos reformular a pergunta: por que uma construtora teria interesse em Lula e suas palestras, fossem no interior ou no exterior? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário