quarta-feira, 6 de maio de 2015

Para PM, cinegrafista mordeu o pitbull

Imagem mostra o momento exato em que o
cinegrafista agrediu os dentes do cão com sua perna
O repórter-cinematográfico Luiz Carlos Jesus foi atacado por um pitbull da PM paranaense no dia 29 e teve que passar por cirurgia. Hoje, esteve em Brasília para prestar depoimento no Senado Federal, mais especificamente na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).

Segundo ele, a Polícia Militar costuma acusar os profissionais de imprensa pelas agressões que sofrem da Polícia Militar. “Agora querem dizer que eu mordi o cachorro”, ironiza. Ele trabalha na Band.

Foram convidados para a audiência pública Carlos Alberto Richa, governador do Paraná; Francisco Francischini, secretário estadual de Segurança; coronel Adilson Castilho Casitas, Chefe da Casa Militar; Hermes Leão, representando o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná; Celso Augusto Schröder, representante da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaje); Marcus Vinicius Furtado Coelho, presidente do Conselho Federal da OAB; Pepe Vargas, ministro da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República; e Átila Roque, diretor executivo da Anistia Internacional.

Segundo informações, Richa não vai pois se afogou na serragem que produziu ao fazer a barba hoje pela manhã e os seus áulicos resolveram também não comparecer, em solidariedade. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário