terça-feira, 10 de dezembro de 2013

A idade da pedra é agora

A bola azul parece que quer nos pregar uma peça revertendo seus
campos magnéticos. Se isso acontecer, se segura que o bicho
vai pegar geral. E não espere ajuda de super-heróis... isso não existe.
A idade da pedra está próxima?

Cientistas investigam fenômeno que pode ser terrível. Segundo algumas interpretações, estaria havendo o início de uma reversão dos campos magnéticos do planeta Terra. Sabe o que isso significa? O fim das comunicações por satélite e problemas insolúveis no fornecimento de energia elétrica. Ainda não entendeu? Seria o fim da sociedade como nós a conhecemos hoje, cheia de eletricidade e tão comunicativa. 

Isso não é novidade para o planeta. Há quase 800 mil anos, aconteceu a mesma coisa. E se aconteceu uma vez, por que não se repetirá? 


A imagem é de vídeo publicado na internet, no
qual policial militar agride, sem qualquer motivo
aparente, uma menina que, parece claro,
não podia lhe trazer qualquer ameaça (basta
observar a diferença muscular entre um e
outra). Há quem diga que o motivo foi a
oportunidade de "encochar" a moça.
Não está descartada a hipótese. 
A idade da pedra já chegou I

A parte os fenômenos catastróficos previstos, parece que já estamos na idade da pedra, pelo menos se levarmos em conta o comportamento de alguns policiais. Um deles, foi flagrado agredindo covardemente um menino de 12 anos em Curitiba. Flagrado e filmado fazendo isso (na foto, outra agressão bárbara e despropositada de um policial fardado, ocorrida há alguns meses em Curitiba).

Quando é que a Polícia Militar vai instruir seus soldados a agir com civilidade? E se age com tanta brutalidade sem motivo, inclusive contra um menino de 12 anos, como a instituição pode querer ser respeitada? 

A idade da pedra já chegou II

Recentemente, fico sabendo que um morador de rua carioca foi preso porque estava com uma garrafa de Pinho Sol, outra de água sanitária e uma vassoura. A acusação? Parece que as autoridade entenderam que o coitado poderia produzir uma bomba com os produtos. Em  nenhum momento lhes ocorreu que os mesmos produtos servem para limpeza. 

Cuidado, se você for pobre, negro, morar na rua e
não puder pagar advogado, portar água sanitária,
Pinho Sol e vassoura será considerado crime
Uma explicação para o absurdo pode ser, quem sabe, encontrada no fato de que a prisão ocorreu no tempo das manifestações de rua no Rio. Quem sabe as autoridades tenham entendido que o morador de rua era um “black bloc” esfarrapado, uma espécie de “tramp bloc”. Não dá para aceitar, mas não custa tentar entender aparentes absurdos como esse. Deve ter um motivo plausível para que coisas assim ocorram. 

A idade da pedra já chegou III... Mas, há esperança

Outro indício de que vivemos em um mundo sem civilização foi o ocorrido no restaurante Pigalle, em Copacabana. O relato de um cliente é pungente. Segundo ele, um pedinte faminto tentou “filar” um pouco dos salgadinhos em fartura que compõem um tal rodízio da casa e foi agredido pelo gerente, possivelmente um sujeito bem vestido, mas com alma de troglodita, que havia proibido os clientes de dar parte das sobras de comida ao sujeito. 

A surpresa: o faminto agredido foi procurar o gerente e, segundo o relato, disse: "Aê irmão, vamos conversar", antes de lhe apertar a mão, abraçá-lo e arrematar: "Eu te perdoo". Sinal que ainda há esperança. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário