sexta-feira, 1 de novembro de 2013

País do Terceiro Mundo, elite de quinta categoria

Imprensa de província é isso. 

Nas "Oropa" tem "manifestante", já aqui é baderneiro e vândalo, assim como favelado é sempre bandido e rico é apenas "acusado de cometer crime" e "suposto" criminoso. 

Devemos, assim, agradecer ao "doutor" Roberto Marinho, ao "doutor" Frias, à Família Nascimento Brito e congêneres, pela merda de imprensa que nos legaram. 

Aos lacaios que ajudam a mantê-la, devemos também nosso reconhecimento. Sem o "eficiente" trabalho que realizam, possivelmente teríamos dificuldade de ser tão estúpidos a ponto de eleger Collor, FHC (duas vezes), Lula (outras duas vezes) e a "genta presidenta" dona Dilma, que não só se maquia muito, como aparentemente faz isso também com os números da economia brasileira. 

O trabalho de desinformação e emburrecimento que a imprensa nacional realiza é de valor inestimável. 

É nessas horas que dá vergonha de ter nascido neste país do Terceiro Mundo cuja elite é de quinta categoria. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário