quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Dizem que Dirceu anda chamando Lula de traíra... e quem disse que não se deve saber das fofocas?

Além de segurar o BO, Dirceu ficou com
a fama de Chefão da Máfia e sofreu
todo o apedrejamento moral
Se você quer conhecer bem alguém, não ouça apenas os amigos, mas, principalmente, o que os inimigos dizem desse alguém. Você deve, estar preparado para cortar excessos das partes: corte parte das qualidades apontadas pelos amigos e outra parte dos defeitos que os inimigos veem. Pronto. Não raro você conseguiu construir uma imagem mais real do que a que teria se ouvisse apenas um lado. 

Para conhecer o governo petista, por exemplo, cabe observar o que seus defensores dizem, é claro. Parece óbvio que há qualidades no que diz respeito aos programas sociais, embora estes possam e claramente devam receber também críticas. Aliás, há muitos pontos críticos no governo petista, mas tudo indica que a subserviência aos banqueiros é o problema maior e é responsável, ainda que não diretamente, pela maior parte das justas críticas que o governo recebe. 

Mas, lembre-se, mesmo que você seja um crítico mordaz, mesmo que babe de ódio sempre que ouve falar de Lula e do PT, admita que sempre há pontos positivos. Em tudo você encontra coisas boas. Como canta Mano Brown do Racionais MCs, “até no lixão nasce flor”. 

No entanto, é preciso buscar o contrapeso dos críticos e nisso a revista Veja é muito útil. Talvez o maior problema da Veja e de outros veículos seja o seguinte: são ótimos em criticar, sabem falar mal com mestria, mas quando apontam um caminho, a gente observa que a proposta é trocar seis por meia dúzia. Em outros termos, falar mal e achar defeitos é algo relativamente fácil, mas as alternativas apresentadas são muitas vezes piores. 

Mas, vamos deixar de lado assuntos sérios e vamos tratar de fofocas, ou quase fofocas. Muitas vezes elas são mais úteis do que confissões. 

Maledicências e baixaria
Enquanto isso, Lula diz aos companheiros presos: "Estamos juntos!".

No caso do Mensalão, a Veja deita e rola na maledicência há anos. Se você é da torcida organizada da estrela vermelha, pode aproveitar para exercitar a sua humildade, pode apostar com os amigos até onde e quando conseguirá ler sem despedaçar a revista. Se não é, pode até mesmo se divertir. 

Chega às minhas mãos transcrição de matéria da Veja sobre a revolta de José Dirceu com Lula. O “nariz de cera” é ótimo: 


“Preso em uma cela de 6 metros quadrados, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu criticou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela forma como ele administrou até agora o escândalo do mensalão. A insatisfação com Lula foi manifestada por Dirceu a pelo menos três amigos que o visitaram, nos últimos dias, no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, onde ele está preso desde o dia 16 de novembro.”

O legal de lides como esse é que já te dão a impressão de que você não está lendo uma revista, mas sim conversando com aquela fofoqueira da rua, aquela que sabe de detalhes picantes da vida de todo mundo e, é claro, gosta mesmo de falar das brigas conjugais, das chamadas baixarias de alcova. 

Dirceu odeia Lula e Lula teme Dirceu
Joaquim Barbosa, do STF: amado por muitos,
odiado por tantos, em especial pelos petistas

E segue a matéria:


“Irritado com a falta de posicionamento do Planalto, Dirceu perguntou: "E o Lula não vai falar nada?". Mesmo de dentro da prisão, Dirceu pressionava o ex-presidente a fazer um pronunciamento. Três dias depois do recado dado, Lula fez o mais veemente discurso desde que os petistas foram condenados. Sugeriu, na quinta-feira passada, que o rigor da lei só vale para o PT e dirigiu ataques ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa.”

Não se precisa ler mais nada, pois está posta aí a notícia, o fato: José Dirceu está puto, muito puto mesmo, com Lula e com Joaquim Barbosa, é claro (o ministro do STF é hoje amado por muitos e odiado por tantos outros, em especial pelos petistas). E a mesma matéria (que se diga e repita: a Veja odeia ou faz que odeia os petistas, é a revista porta-voz dos inimigos do PT) sugere que Lula teme a irritação de Dirceu. 

Muito gente boa o cara, mas com quem?

Lula é legal com os banqueiros, gente fina com os barões da imprensa, boa praça com quem recebe o Bolsa Família. Com Dirceu, Genoíno e cia, porém, Lula não é tanto. Com quem não recebe o Bolsa Família, Lula também não é muito gente boa e o quadro de injustiça fiscal acentuado durante seu governo fala disso. 

Se é verdade que Dirceu gostaria de mais firmeza do ex-presidente, creio que pode perder a esperança. Lula é um torneiro mecânico emancipado do macacão, um operário de terno e gravata. Sua inteligência é grande, mas em boa parte ele parece tê-la usado nesse tempo todo mais para livrar o próprio rabo do que para ajudar os companheiros ou servir a população que nele depositou esperanças. Se der para ser bom para todo mundo, tudo bem, mas se não, Lula é daqueles caras que vai ficar do lado de quem tem mais dinheiro e poder. E a gente nunca consegue ser bom para todo mundo. 

Lula não tem como características a coragem e a visão de estadista. É um covarde que raciocina narcisicamente, um arrivista, um “novo rico” e claramente incentiva a todos que façamos o mesmo. É o fodido que se deu bem, que subiu na vida andando com a bunda voltada para a parede e não pense Dirceu que isso vai mudar. 

Claramente, como diz o José Dirceu da reportagem de Veja, Lula abriu a guarda e permitiu a criminalização do PT ao não politizar a denúncia da compra de votos que gerou todo o processo do Mensalão. 

Alguém contesta?

Barbas de molho
Falta explicar a marra da tal Rose, que os fofoqueiros
juram ser "de muita confiança" do ex-presidente

É possível mesmo que Lula esteja é muito feliz com o afastamento de Dirceu e Genoíno. Mal ou bem, eles representam os quadros mais politizados do partido, os que escapam do dito do imortal petista Florestan Fernandes, que definia o PT como um grupo de sindicalistas que quer subir na vida. Lula, no entanto, parece se encaixar direitinho na alcunha e seu time ganhou de goleada do outro, o dos intelectuais e ex-guerrilheiros.

Daqui para a frente, se é verdade que Dirceu anda chateado de verdade com Lula, não digo que tudo possa acontecer, pois Dirceu é militante duro, treinado e preparado para resistir a pressões e torturas diversas. O que segura Dirceu deve ser, com boa dose de certeza, a fidelidade a um projeto político de peso, que põe em jogo mais do que satisfações pessoais ou rabos intactos. Mas, não é incomum na história que o próprio grupo político “extermine” um de seus membros que possa vir a ser considerado traidor ou mesmo um simples empecilho para o projeto. Seria bom que Lula pusesse suas barbas de molho, se é que já não o fez. 

Só enrolando

A matéria termina da seguinte forma: 


“Num café da manhã com Dirceu, em novembro de 2010, Lula prometeu que, quando estivesse fora do Planalto, desmontaria a "farsa do mensalão". A promessa não foi cumprida sob a alegação de que era preciso blindar o primeiro ano do governo Dilma. Depois vieram as disputas municipais de 2012 e agora o ano é pré-eleitoral. E a insatisfação de Dirceu com Lula continua.”

Bem, sendo isto verdadeiro, é plausível a revolta de Dirceu. Pois, como já escrevi antes (http://luizgeremias.blogspot.com.br/2012/10/calma-companheiro-o-dirceu-segura-o-bo.html), está simplesmente "segurando o BO" para Lula, que, é claro, trate-se de dinheiro do Banco do Brasil ou de Caixa 2, sabia de tudo e com detalhes. 

2 comentários:

  1. Gostei da imparcialidade com retoques de ironia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, meu irmão Anderson poeta, para mim são bem importantes os seus pronunciamentos. Sempre que puder, me diga o que achou do que escrevi, por favor. E diga o que pensa, é claro, sempre. Abraço

      Excluir