quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Que cara de pau, Rosinha e Martins!

Agora você sabe porque
o Rosinha não faz a barba,
cuidado com a serragem!
Doutor Rosinha, deputado do PT, repercute no Facebook texto de Luciano Martins, citando os Black blocs: 

"que se apropriaram das manifestações de rua após o refluxo dos protestos de junho"... 

O autor, Martins, trata os black blocs como estúpidos, sem ideologia, sem consciência, meros "vândalos encapuzados", repetindo a cantilena da mídia que Martins, Rosinha e outros simpatizantes do governo petista fingem criticar, chamando-a de golpista vez por outra. Estou vendo quem é golpista...

É muito cinismo... Não estou aqui para defender ninguém, muito menos os marmanjos e marmanjas que vão para a rua protestar (se estão fazendo isso, devem saber o que estão fazendo e o inimigo inescrupuloso que estão afrontando), mas há outros ângulos de visão. Claramente, porém, são os únicos que encaram a polícia, que desde o início, desce a ripa, bate com violência nunca vista, agride jornalistas, usa indiscriminadamente spray de pimenta e armas de choque, atira bombas (inclusive dentro de hospitais) e balas (de borracha e até de chumbo) sem qualquer medo de ser feliz... 

Conheço inúmeras pessoas que não vão protestar por medo, por puro medo... encarar as tropas da PM, essa tropa de repressão colonial com prazo de validade vencida, não é para qualquer um... Os black blocs parecem ser os que têm coragem, valentia ou loucura suficiente para enfrentar os agentes do terror. Concorde com eles ou não, quero ver você encarar a PM, principalmente a do Rio. 
A loção pós-barba dos petistas que
defendem a repressão. Há tempos atrás, quando
não estavam no poder, a conversa era outra...

Eles encaram, mas Martins e Rosinha estão aí, muito bem, acomodados, um não sei onde, outro no seu gabinete em Brasília, no qual fui mais de uma vez para entrevistá-lo. Vergonha. Ambos foram de esquerda, agora parece que vão para onde a maré os leva. 

Repito: só por enfrentar os agentes do Estado terrorista, os black blocs merecem respeito, mesmo que não concordemos com eles. Não é preciso concordar com alguém para respeitar uma atitude, mas tudo indica que Martins e Rosinha perderam a atitude e, parece, nem mais a si próprios respeitam. 

Francamente, deputado Rosinha, estás me saindo pior, muito pior que a encomenda e deve ser por isso que não fazes a barba: para evitar que a serragem encha o banheiro... 

Eu até te admirava, mas agora, vejo que vendeste a alma... e barato... Mas, sempre repito, ainda é hora de mudar. Não fazes parte do governo que está aí, és um deputado identificado com o partido, não precisas defender essa bandalheira, podes inclusive ajudar a combatê-la.

Do Luciano Martins nem vou mais falar, só que tenho saudades do tempo em que ele escreveu o belo texto "Geração AI-5", se é que foi ele mesmo... mas esse tempo passou e o Luciano parece ter esquecido dele. Agora, parece estar do lado do opressor. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário