domingo, 18 de novembro de 2012

Antitabagistas são como a Gestapo da Saúde



Pega o fumante! Pega!
 Sou fumante. Fumo quando quero e o faço porque gosto, não porque sou obrigado por suores frios ou tremores nas mãos. Gosto do sabor do tabaco e fumo tanto cigarros industrializados como os de palha ou artesanais, que, muitas vezes, eu mesmo preparo. Repito: fumo porque tenho gosto de fazer isso, não me sinto obrigado a fumar, não me sinto compelido obsessivamente a acender um cigarro e sou capaz de ficar dias, semanas ou meses sem fumar, contanto que haja motivo para isso.

Mas, a Organização Mundial de Saúde, a OMS, entende que sou um idiota e que se assim sou é porque fumo. Pior, não apenas acha que sou um idiota, como me trata como um demente e resolve que deve controlar a minha vida e me dizer o que devo e não devo fazer. Para a OMS o cigarro é necessariamente ruim, assim como tomar cicuta. Para essa saudável entidade, certamente formada por pessoas que são totalmente saudáveis, ninguém deveria fumar para ser saudável como os que fazem parte dela. Engraçado.

Engraçado foi descobrir, há umas dezenas de anos, que um dos mais importantes e ilustres dirigentes de saúde brasileiros, que chegou a altos cargos na administração pública, não fumava e era radicalmente, raivosamente, crítico do hábito de fumar, mas cheirava cocaína à larga, sem miséria (soube de fonte fidedigna, próxima a ele). Não o conhecia nem o conheci, mas confesso que senti imensa vontade de lhe perguntar, na época, se o hábito de cheirar cocaína não seria, no mínimo, tão pernóstico e deletério quanto o cigarro, que ele tanto odiava. Quem sabe, me respondesse que um mal não anula o outro, vá saber.

Outro dia li o título de um texto: O cigarro é o mal num mundo perfeito. É isso. Sintetiza bem o que ocorre. Os antitabagistas, uma espécie de Gestapo da Saúde, acreditam que se exterminarem os fumantes conseguirão um grande avanço para um mundo perfeito e sem males nem doenças. São lunáticos, mas estão com poder suficiente para impor suas ideias delirantes a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário