quinta-feira, 12 de abril de 2012

Sabonetes para inglês ver


Esses sabonetes servem mesmo é para fazer bolha 
A PROTESTE – Associação de Consumidores, uma entidade que, supostamente. se propõe a ajudar o consumidor a não ser tão enganado quanto naturalmente costuma ser, reprovou quatro sabonetes bactericidas, simplesmente porque não apresentaram eficiência contra nenhum micro-organismo! Foram oito as marcas testadas, com 50% de vexame total.

Os produtos tinham que acabar com quatro bactérias: Escherichia coli (presente no intestino grosso e nas fezes humanas), Pseudomonas aeruginosa (causadora da infecção hospitalar), Serratia marcescens (que ataca o sistema urinário e respiratório) e a Staphylococcus aureus (que causa infecções na pele e pneumonia). Os reprovados sequer fizeram cosquinhas nelas. Segundo informações, as marcas são: Protex barra e líquido, Lifebuoy líquido e Dove. Já o Lifebuoy em barra mereceu menção honrosa: reduziu a quantidade de três das bactérias testadas (E.coli, P. aeruginosa e S. marcescens).

Você compra o produto, lê o rótulo etc. É claro que, se acreditar nas informações veiculadas, vai se achar limpíssimo ou limpíssima depois de lavar as mãos com os sabonetes. Protegidíssimo ou protegidíssima, desinfetadíssimo(a) e impoluto(a), em relação a essas ignominiosas ameaças invisíveis que são as bactérias. Ledo engano. O sabonete chega até mesmo a alimentar as bichinhas, que ficarão mais fortes e caçoarão de você lhe proporcionando dores diversas, elevação de temperatura e sabe-se lá mais o quê. Lavar as mãos antes da refeição? Para quê?

E os empresasários falam o tempo todo de ética. Mas, parece que a sem-vergonhice lava mais branco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário